quinta-feira, 23 de julho de 2009

Chame Isso de Amor



Eu estou parada aqui
Olhando as ondas arrebentarem na praia
Segurando sua mão, e imaginando se alguma vez
Eu me senti mais confortável
Eu poderia conquistar o mundo com você ao meu lado

Nós andamos por muitas estradas solitárias
Procurando em cada canto algo que soubéssemos que é certo
E eu sei desde que vi seu rosto
Desde o nosso primeiro abraço
Que você era o único

Poderíamos chamar isso de sorte
Poderíamos chamar isso de destino
Poderíamos chamar isso de desejo do coração
Poderíamos chamar isso de sonho mesmo estando acordados
Vamos apenas chamar de amor

Eu sinto como
Já ter conhecesse minha vida toda
Todos os dias e noites foram feitos só para nós
Eu não sei o que fiz antes
De você entrar pela minha porta e mudar toda a minha vida

Poderíamos chamar isso de sorte
Poderíamos chamar isso de destino
Poderíamos chamar isso de desejo do coração
Poderíamos chamar isso de sonho mesmo estando acordados
Vamos apenas chamar de amor
Vamos apenas chamar de amor

4 comentários:

R.Vinicius disse...

Oi.

"- Como o poema - a vida tem seu próprio ritmo, para que possamos respirar." Significa que há o que sente, há o poema, há que é a vida .. acontecendo.

Abraço,
R.Vinicius

Lu Cavichioli disse...

Fadinha, tem um selo pra vc no meu blog Escritos na Memória.

Super beijo

Olavo disse...

Neste mês de agosto o blog esta em comemoração
E te convido a partipar durante todo o mês com a gente..
E para começar tem selo comemorativo lá no blog..
Abraço.

Eliane Santoro da Costa disse...

Olá Fadinha,que lindo casal!
E o poema é lindo!

Um beijinho iluminado!